sexta-feira, 14 de maio de 2010

Ainda um intervalo - Quinteto Violado

O grupo Quinteto Violado, em foto sem crédito

Os dias têm sido muito corridos, e as noites nem sempre muito diferentes disso. Enquanto não consigo dar sequência na história "O jazz, a cantora e eu", o jeito é apelar para outro clipe. Desta vez, entra em cena o Quinteto Violado, grupo surgido no Recife no início dos anos 1970. Sua mistura de sons e sotaque nordestinos com timbres e arranjos eruditos inaugurou, à época, um novo caminho para a música brasileira. Hoje, saio do trabalho e vou direto para o teatro assistir, pela primeira vez, a um show deste grupo, cuja sonoridade sempre me encantou. O repertório será predominantemente composto por músicas do Luiz Gonzaga. Mesmo se tratando de clássicos pra lá de revisitados por um sem número de artistas, é certo que nada será como antes. Afinal, estamos falando do Quinteto Violado.

3 comentários:

queirod disse...

Procurando imagens do Quinteto Violado, pra montagem de um trabalho cultural, cheguei ao seu blog, e sabe que antes aterrizar aqui, consegui o baixar o album "Quinteto Violado" e sabe q só encontrei num site de espanhol, que curioso!! este ouço desde a infancia, devido tb as raizes do ceará. Mas por fim, parabens nesta postagem do Quinteto, e Prospero 2011

Marcelo Amorim disse...

Oi, amigo, que bom que você veio até aqui, e que tenha encontrado coisas do Quinteto pro seu trabalho é um grande grupo musical, sem dúvida. Qualquer coisa, me escreva: marceloredator@uol.com.br Um abraço!

Marcelo Amorim disse...

Oi, amigo, que bom que você veio até aqui, e que tenha encontrado coisas do Quinteto pro seu trabalho é um grande grupo musical, sem dúvida. Qualquer coisa, me escreva: marceloredator@uol.com.br Um abraço!