terça-feira, 16 de junho de 2009

Pelo sabor do gesto

LP gravado em 1966, que girava o tempo todo na vitrola de casa. Sem saber, eu começava a ser apresentado à música popular pelos ouvidos da minha mãe


Criei este espaço para falar sobre minha relação com a música. E por que? Porque tenho um projeto real de gravar um CD com músicas minhas até 2011. Por “músicas minhas” entenda-se o universo da chamada MPB. Sei que o prazo parece longo, mas considerando que não sou profissional da música, que iniciei praticamente agora o trabalho de pré-produção do material e, principalmente, que ainda estou longe de ter a verba necessária para viabilizar uma boa produção, trata-se de um prazo bem razoável.

Mas antes disso quero ter uma página no MySpace, o que deve acontecer ainda este ano. Para quem não conhece, trata-se de um lugar na web onde artistas da música divulgam seu trabalho gratuitamente. E tem gente muito boa por lá, profissionais de primeira linha e amadores com propostas muito interessantes. Estou iniciando o registro prévio de ao menos 5 canções para o MySpace, para assim começar a divulgar minhas composições.

Por meio de revelações e histórias, algumas já perdidas no tempo, quem passar por este blog vai ver que não sou um sujeito que saiu de um coma de 40 anos e, do nada, cismou de fazer música. As postagens vão mostrar que o que quero é resgatar a mim mesmo. Resgatar e investir (energia, tempo, trabalho e fé) em uma parte muito importante do que sou e que corria o risco de ficar perdida na gaveta de uma vida. Aliás, a gente vive deixando muita coisa pra depois, até que o depois vira passado. É contra isso que pretendo lutar.

Também irei, na medida do possível, falar algo sobre o processo de criação e de produção das músicas que entrarão no myspace e no CD. E já vou confessando que sei muito bem que o tão revolucionário Compact Disc vem perdendo rapidamente espaço para outras formas de consumo de música. Mesmo assim, acredito que ele ainda é importante, seja pela coisa da materialização do trabalho, seja “pelo sabor do gesto”, que é como a Zélia Duncan chamou seu recentíssimo CD.

Então, seja bem-vindo, seja bem-vinda a este projeto, a este sonho que começo agora a compartilhar com você. Com o maior carinho e verdade.

5 comentários:

Vivica Bolacha disse...

Vai ser um suuuuuuucesso!!! :D

Curitiba é um copo vazio cheio de frio disse...

Excelente! 2011 é bem razoável como prazo. Boa sorte, Marcelo. No disco e na busca. Abrasss

Marcelo Amorim disse...

Vivi, obrigado pela visita e pela "profecia" :-) Beijo

Marcelo Amorim disse...

Bárbara, bem-vinda. Sei que se depender da torcida de pessoas como você, a coisa vai acontecer. Beijo

Rafa Coradin disse...

Seu blog é delicioso! Já está nos "favoritos". Parabéns!
Beijo.